Pular para o conteúdo principal

ENYA-UMA MÚSICA CÉLTICA SUBLIME



Eithne Patricia Ní Bhraonáin, conhecida como Enya, (Gaoth Dobhair, 17 de maio de 1961) , é uma cantora, instrumentista e compositora irlandesa. Seu nome é, por vezes, apresentado na mídia como Enya Brennan; Enya é uma transliteração aproximada de como Eithne é pronunciado em seu irlandês nativo.

Ela começou sua carreira musical em 1980, e rapidamente se juntou à banda Clannad, de sua família, antes de sair para prosseguir com sua carreira solo. Seu álbum Watermark, que foi lançado em 1988, a levou ao reconhecimento internacional, e Enya ficou conhecida por seu som único, que foi caracterizado por camadas de voz, melodias folk, cenários sintetizados e reverberações etéreas.

Ela continuou fazendo sucesso constante durante os anos 1990 e 2000. Seu álbum de 2000, A Day Without Rain, obteve vendas recordes (mais de 15 milhões) e foi o álbum mais vendido por uma artista feminina em 2001. Enya é a artista solo que mais vende e, do país, é oficialmente a segunda maior exportadora musical, depois da banda U2. Ao todo, Enya vendeu mais de 75 milhões de discos. Seu trabalho lhe rendeu, entre outras coisas, uma indicação ao Oscar. Ela é conhecida por ter cantado em 10 línguas diferentes durante sua carreira até agora. Enya é uma das artista femininas que mais vendeu álbuns nos Estados Unidos, com mais de 26 milhões de cópias no país.

BIOGRAFIA

Seu nome verdadeiro, de origem irlandesa, é Eithne Ní Bhraonáin e pode ser traduzido para Eithne Brennan em inglês. Com o tempo e a necessidade de se chegar a uma pronúncia mais fácil em termos de mercado, chegou-se a Enya. Ela nasceu em 17 de maio de 1961, na República da Irlanda. Em 1968, os irmãos mais velhos e os tios formaram o grupo An Clann As Dobhair mudando seu nome mais tarde para Clannad. 

Após deixar a escola em 1980, Eithne - ainda conhecida por seu nome completo - juntou-se à banda, tocando teclados e principalmente fazendo vocais de apoio. Porém, em 1982 a Clannad separou-se de seu empresário e produtor, Nicky Ryan. Enya também abandonou o grupo ao mesmo tempo e incentivada por Ryan, mudou-se para Dublin juntamente com ele e sua esposa Roma, a fim de desenvolver sua própria carreira musical. 

Os primeiros resultados concretos da colaboração entre Enya e o casal Ryan vieram quando o produtor de filmes David Puttnam ouviu algumas fitas demo enviadas por Roma. Os primeiros trabalhos de Enya foram composições de trilhas para filmes e documentários, e uma seleção dessas músicas foi lançada com o título “Enya”, com resultados modestos. 

Entretanto, foi o suficiente para atrair a atenção da Warner Music inglesa. O apoio da gravadora tornou possível a gravação do álbum “Watermark”, lançado em 1988. O single “Orinoco Flow”, com seu coro etéreo e irresistível, resultou num inesperado primeiro lugar em diversos países. 

Em 1991 é lançado o álbum “Shepherd Moons”, que vende mais de 250.000 cópias em apenas uma semana nos Estados Unidos. Na Inglaterra, entrou direto como Número 1 nas paradas. Vencedor do prêmio de Melhor Álbum New Age no 35o. Grammy Awards de 1992, este álbum passou 199 semanas nas paradas americanas, vendeu 11 milhões de cópias (5 milhões nos EUA), e recebeu disco de platina em 18 países. 

Em 1992 é lançado “The Celts”, que na realidade é uma edição remasterizada de seu primeiro álbum, “Enya”, de 1987. Em 1995, o lançamento de “The Memory of Trees” vendeu oito milhões de cópias no mundo todo. Já “Paint The Sky With Stars: The Best Of Enya”, de 1997, é uma coletânea de seus maiores sucessos. Em 2000, saiu o inédito “A Day Without Rain” e, dois anos depois, Enya foi indicada ao Oscar pela trilha sonora da primeira parte do filme “O Senhor dos Anéis”. Vale lembrar que ela ainda fez uma belíssima apresentação ao vivo durante a cerimônia. 

Ainda em 2002 chegou ao mercado “Only Time - The Collection”, uma caixa especial com quatro CDs que trazem todos os grandes sucessos de Enya, além de algumas raridades e um encarte caprichado. Imperdível para os fãs. 

Enya é uma das artistas femininas internacionais mais conhecidas e bem-sucedidas desde a década de 90 e se consagrou como a artista solo irlandesa com melhor vendagem de todos os tempos.

Fonte : LETRAS.com.br







Postagens mais visitadas deste blog

CANTO GREGORIANO - A MAIS ANTIGA MANIFESTAÇÃO MUSICAL DO OCIDENTE

Canto Gregoriano, ou Cantochão, é o nome que se dá à música monofônica, de apenas uma melodia, sem acompanhamento. Seu nome deriva do papa Gregório I, que comandou a igreja entre 590 e 604. Gregório I empreendeu uma reforma na igreja e passou a implementar este tipo de canto nas celebrações religiosas.

HISTÓRIA DO CANTO GREGORIANO

O canto gregoriano é a mais antiga manifestação musical do Ocidente e tem suas raízes nos cantos das antigas sinagogas, desde os tempos de Jesus Cristo. Os primeiros cristãos e discípulos de Cristo foram judeus convertidos que, perseverantes na oração, continuaram a cantar os salmos e cânticos do Antigo Testamento como estavam acostumados, embora com outro sentido, à medida que os não judeus gregos e romanos foram também se tornando cristãos, elementos da música e da cultura greco-franco-romana foram sendo acrescentados às canções judaicas.
O período de formação do canto gregoriano vai dos séculos I ao VI, atingindo o seu auge nos séculos VII e VIII, quando fo…

GREGORIAN : CANTO GREGORIANO INSPIRADO EM VERSÕES MODERNAS DE MÚSICAS

Gregorian é um projeto musical alemão liderado por Frank Peterson cantando cantos gregorianos inspirados em versões modernas das músicas dos anos 60, 70, 80, 90 e 2000, tornando-a mística e mais apreciada pelo gosto comum. O 'brilho' vocal de 8 vozes melodiosas, combinadas com imagens gravadas em ambiente de cunho religioso, dão o resultado que vemos em seus videos ou espectáculos ao vivo imemoráveis.
Originalmente, Gregorian foi considerado como mais um grupo pop-oriental no estilo de Enigma. Em 1998, Peterson e seu pessoal reinventaram o projecto para transformar sons populares em estilos gregorianos, tornando excelso aquilo que seria mais 'profano'.
Os membros do grupo do coro são: Richard Naxton , Johnny Clucas , Dan Hoadley , Chris Tickner , Richard Collier , Gerry O'Beime, Lawrence White e Rob Fardell.


Gregorian é um projeto musical alemão, liderado por Frank Peterson, cantando cantos gregorianos inspirados em versões modernas das músicas pop e rock

DEVA PREMAL E MITEN - ANTIGOS MANTRAS SÂNSCRITOS INDIANOS EM CONTEMPORÂNEA ATMOSFERA

Deva Premal e Miten




Deva Premal em contraste com o estilo de vida rock'n'roll de Miten criada em uma atmosfera de mantra e disciplina espiritual.
Nascida na Alemanha em 1970 de um artista místico pai / mãe e um talento musical, ela aprendeu violino, piano e recebeu treinamento de voz.


Na época, ela tinha cinco anos, ela já estava cantando o Gayatri Mantra diáriamente, e desde então ela continua a integrar a meditação em sua vida.
Ela estudou Shiatsu, Reflexologia, Massagem e Terapia craniossacral, mas a música continua a ser seu primeiro amor.


Meu pai foi no caminho espiritual desde os anos 50, estudando Yoga, escrituras e quaisquer livros estavam disponíveis na época, tornando-se sua disciplina diária para meditar todos os dias entre 3 e 5 da manhã", diz ela.
"Quando eu estava crescendo, ele desenvolveu exercícios para minha irmã e eu, para nos ajudar a nos tornar mais consciente do momento.
Quando criança, ela estudou violino e piano, mas parou até que ela conheceu Mite…