Pular para o conteúdo principal

MUSICOTERAPIA: EFICAZ NO TRATAMENTO DE CÂNCER E NA CURA DE MUITAS DOENÇAS

Resultado de imagem para MUSICOTERAPIA: EFICAZ NO TRATAMENTO DE CÂNCER E NA CURA DE MUITAS DOENÇAS


MUSICOTERAPIA: EFICAZ NO TRATAMENTO DE CÂNCER E NA CURA DE MUITAS DOENÇAS


Musicoterapia
Músicas que reduzem tumores, que fazem células cancerosas desaparecerem, você imagina uma coisa assim? Pois, essa é uma nova vertente do uso da musicoterapia, antes usada para tratar problemas psicológicos e que agora se mostra efetiva em tratamentos de câncer.
O estudo realizado pela pesquisadora Márcia Capella, do Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho (UFRJ), afirma que a música poderia servir como parte importante de tratamentos de câncer de mama, não só por ser importante para a parte emocional de todo doente de câncer mas, também por afetar, diretamente, o desenvolvimento dos tumores.
Esse estudo, iniciado em 2010, analisa os efeitos de determinadas músicas clássicas, e suas ondas sonoras, sobre o desenvolvimento ou regressão de tumores cancerígenos de mama. Segundo o estudo quando células MCF-7 (de câncer de mama humano) são expostas à 5ª Sinfonia de Beethoven e à composição Atmosphères, de Gyorgy Ligeti, tendem a diminuir de tamanho e morrer“.
“Iniciamos nosso trabalho usando três composições: a Sonata para 2 Pianos em Ré maior, de Mozart (conhecida por causar o “efeito Mozart”, um aumento temporário do raciocínio espaço-temporal de um indivíduo), a 5ª Sinfonia de Beethoven e Atmosphères, uma composição contemporânea, que se caracteriza principalmente pela ausência de uma linha melódica que traduza o tema”, afirma Márcia.
Mas, Mozart não teve o efeito devastador que foi verificado quando as células foram expostas a Beethoven e Ligeti - sim, 20% delas morreram, ocorreu redução significativa do seu tamanho e diminuição da granulosidade.
“Ainda precisamos estudar melhor os mecanismos desses efeitos, ou seja: porque apenas alguns tipos de células são sensíveis a estas músicas? E por que apenas alguns tipos específicos de músicas provocam efeitos? Fizemos testes também com a MDCK, uma célula não-tumorigênica, e com linfócitos, e elas não responderam a estes estímulos sonoros”, continua a pesquisadora ao explicar seu estudo e conclusões.

Efeitos da musicoterapia

Mozart é um dos compositores mais usados em musicoterapia para tratar desordens emocionais e já foram descritos os efeitos da sua Sonata para 2 Pianos, na redução do número de ataques epiléticos e aumento da capacidade de memória em casos de Alzheimer. Como sugere Márcia, “pode ser que a música de Mozart gere efeitos apenas em neurônios, mas não em outros tipos de célula”.
Abaixo são sugeridas algumas peças musicais cujo efeito curativo já foi bastante estudado na musicoterapia.
musicoterapia

Efeito medicinal de alguns instrumentos musicais

círculo verde PIANO – combate a depressão e a melancolia
círculo verde VIOLINO – combate a sensação de insegurança
círculo verde FLAUTA DOCE – combate nervosismo e ansiedade

Algumas peças musicais que combatem a insônia e tensão nervosa são:

– Canção da Primavera, de Mendelssohn
– Sonata ao Luar, de Beethoven (Primeiro Movimento)
– Valsa nº15 em Lá Bemol, de Brahmms
– Sonho de Amor, de Liszt
– Movimentos Musicais nº3, de Schubert.

Durante a gravidez ouça estas peças:

– Concerto para violino, Opus 87B, de Sibelius.
– Sonata Opus 56, de Haydn
– As quatro Estações, de Vivaldi
– Concerto Tríplice, de Beethoven
– Concerto para violino, de Brahmms
– Concerto para violino, de Tchaikovsky
Parece que, se ouvidas alternadamente, durante a gravidez e nos dias anteriores ao parto, este movimento será mais fácil e o bebê nascerá mais tranquilo.

Para estimular a memória ouça:

– Concerto em Dó Maior para bandolim, corda e clavicórdio, de Vivaldi
– Concerto em Dó maior para clavicórdio, BMW 976, de Bach
– Spectrum Suíte, Confort Zone e Starbone Suíte, de Stephen Halpern.

E, para favorecer os processos de meditação, são indicadas as seguintes obras:

– Concerto nº2 para Piano, de Rachmaninov (último movimento)
– Concerto em Lá menor para piano, de Grieg (primeiro movimento)
– Concerto nº1 para piano, de Tchaikovsky (primeiro movimento)
Claro, a música é muito boa e, em si, tem um efeito curativo pois atua diretamente na nossa alma mas, a musicoterapia é uma ciência de muitos movimentos e que terá bons resultados quando aplicada por um profissional competente e atento. Não há mal, obviamente, em você usar as músicas indicadas em busca dos efeitos que elas produzem mas, caso você esteja precisando de tratamento, procure quem saiba orientá-lo devidamente.
círculo verde VIOLONCELO – incentiva a introspecção e a sobriedade
círculo verde DE SOPRO – inspiram coragem e impulsividade.

Sugestão de algumas peças musicais para combater a depressão

– Sonho de Amor, de Liszt
– Serenata, de Schubert
– Guilherme Tell (Abertura), de Rossini
– Noturno Opus 48, de Chopin
– Chacona, de Bach.O ideal é uma sessão diária de meia hora pela manhã
A busca científica para o uso da sonoridade tem a ver com a possibilidade de que essas ondas (o som é uma onda) e suas variações e harmonias possam ter, e têm, influência sobre a composição energética dos elementos. Mais ou menos terá a ver com essa outra pesquisa, sobre o efeito dos sons, ou músicas, na molécula de água, lembra dela?
Fonte:https://www.greenme.com.br/viver/arte-e-cultura/4667-musicoterapia-tratamento-cancer

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MÚSICA ANDINA : A ALMA MUSICAL DOS ANDES

Música andina é um termo que se aplica a uma vasta gama de gêneros músicas originados na Cordilheira dos Andes, aproximadamente na área dominada pelos incas antes do contato europeu. Esta área inclui integramente a Bolívia, norte do Chile, norte da Argentina, serras do Equador e o sul do Peru.
É tocada com uma gama variada de instrumentos nativos. Em algumas regiões e países, caracteriza-se pela interpretação com instrumentos como a flauta de pã, a quena, o charango e o tambor. Em outros lugares, os instrumentos básicos são o requinto (espécie de cavaquinho com altas notas melódicas), o violão, o triplo (espécie de violão com notas agudas), e a bandola. Entre os artistas mais destacados desse estilo musical regional são incluidos os grupos bolivianos, peruanos e chilenos como Los Kjarkas, Savia Andina, Alborada, Illapu e Inti-Illimani.

A flauta de pã ou flauta de pan é um instrumento musicalsul americano, e o nome genérico dado a instrumentos musicais constituídos por um conjunto de tub…

CANTO GREGORIANO - A MAIS ANTIGA MANIFESTAÇÃO MUSICAL DO OCIDENTE

Canto Gregoriano, ou Cantochão, é o nome que se dá à música monofônica, de apenas uma melodia, sem acompanhamento. Seu nome deriva do papa Gregório I, que comandou a igreja entre 590 e 604. Gregório I empreendeu uma reforma na igreja e passou a implementar este tipo de canto nas celebrações religiosas.

HISTÓRIA DO CANTO GREGORIANO

O canto gregoriano é a mais antiga manifestação musical do Ocidente e tem suas raízes nos cantos das antigas sinagogas, desde os tempos de Jesus Cristo. Os primeiros cristãos e discípulos de Cristo foram judeus convertidos que, perseverantes na oração, continuaram a cantar os salmos e cânticos do Antigo Testamento como estavam acostumados, embora com outro sentido, à medida que os não judeus gregos e romanos foram também se tornando cristãos, elementos da música e da cultura greco-franco-romana foram sendo acrescentados às canções judaicas.
O período de formação do canto gregoriano vai dos séculos I ao VI, atingindo o seu auge nos séculos VII e VIII, quando fo…

SONS QUE CURAM: A MATEMÁTICA,AS MÚSICAS DAS ESFERAS E A CURA

Sons que Curam
A Matemática, as Músicas das Esferas e a Cura dos Corpos (Sons que Curam) Faz alguns meses que estou pesquisando sobre as frequências (vibrações) das músicas em nossos corpos (físico e espirituais) e estou trabalhando em um projeto sobre as Músicas dos Mestres Ascensos e seus respectivos Raios. Tenho colocado copos com água para serem magnetizados (fluidificados) com músicas de Mozart e Beethoven. Notei diferenças não só no sabor, mas também em meus corpos. Recentemente, uma amiga muito querida, Isa, enviou o link de um vídeo do Dr. Ryke Geerd Hamer, um médico alemão que utiliza a Nova Medicina Germânica® para tratamento de câncer. Apesar de termos várias Medicinas Alternativas, esta ainda não conhecia. Fiquei impressionado com os detalhes, pois ele utiliza a música como cura. Ampliei a pesquisa e tive a intuição de preparar este material. Tive dificuldades para encontrar alguns vídeos, pois atualmente o Youtube está bloqueando e/ou retirando vários vídeos. Tive de vasculhar…